Degeneração Macular: Tudo que você precisa saber!

Degeneração Macular: Tudo que você precisa saber!

A degeneração macular provoca a perda de visão, geralmente, está relacionada com o envelhecimento natural. Entenda mais sobre este problema visual e como preveni-lo.

A degeneração macular é uma doença que pode comprometer nossa visão central. Ela atinge principalmente pessoas acima dos 55 anos, sendo causadas principalmente por fatores como:

  1. Idade;
  2. Antecedentes familiares;
  3. Tabagismo;
  4. Obesidade;
  5. Má alimentação.

Para entendermos melhor os danos que essa doença traz, precisamos saber que a visão central nos proporciona mais detalhes, ela se encontra na área da retina conhecida como mácula

Enquanto a visão periférica é pouco rica em detalhes, apesar de vermos as formas e movimentos, nada é nítido. 

Uma pesquisa feita pela Unicamp constatou que cerca de 3 milhões de brasileiros sofrem com essa doença, e os números tendem a crescer conforme o envelhecimento da população. 

Isso nos mostra que é um problema mais comum do que imaginamos.

Essa doença pode ser dividida em dois tipos: Atrófica (seca) ou Exsudativa (úmida). A principal diferença entre elas é a gravidade.


A degeneração macular seca, como popularmente é conhecida, é mais comum. Ela é progressiva, porém dificilmente causa a cegueira completa.

Pode afetar um ou os dois olhos, e quando não tratada a tempo ou da maneira correta, pode-se tornar uma degeneração macular úmida.

Já a úmida é ainda mais séria, ela é ocasionada por vasos sanguíneos que vazam fluidos ou mesmo sangue para a mácula. Ela se desenvolve em pessoas que apresentam a degeneração macular seca

Quais os sintomas?

Como já mencionado, essa é uma doença progressiva. Seus sintomas não costumam aparecer todos de uma vez. 

Além disso, quando você já apresenta algum problema na visão, acaba sendo mais difícil notar a presença desses sintomas.


Os sintomas podem variar de acordo com qual tipo de degeneração macular você possui. A Atrófica pode apresentar sintomas como:

  • Borrão;
  • Dano na retina;
  • Redução na visão central;
  • Dificuldade em reconhecer rostos;
  • Dificuldade de adaptação a pouca luz;
  • Precisão de uma iluminação mais brilhante;
  • Distorção de linhas retas em seu campo de visão.

Apesar de semelhantes, os sintomas da Exsudativa incluem:

  • Visão nebulosa;
  • Um ponto borrado ou ponto cego no seu campo de visão;
  • Mancha escura no centro de sua visão devido vazamento de fluido e dos vasos sanguíneos.

Vale ressaltar que os sintomas da degeneração macular úmida, progridem de forma mais rápida.

Existem tratamentos eficazes?

Alguns hábitos acrescentados à rotina podem ser de grande ajuda como parar de fumar, ter uma dieta mais saudável, cuidar de outros problemas médicos, praticar exercícios e fazer regularmente exames de vista.

Os tratamentos para essa doença ainda estão sendo pesquisados, porém existem alguns que ajudam a diminuir dos danos causados, entre eles :

  1. Fotocoagulação: são usados feixes de luz com alto teor de energia, que destroem os vasos sanguíneos anormais;
  2. Cirurgia a laser: é injetado um medicamento em uma veia de um de seus braços e, logo depois, se usa um laser especial para fechar os vasos sanguíneos que vazam. Esse tratamento pode ajudar na melhora da sua visão, mas será preciso várias sessões de tratamento;
  3. Aplicação de injeções intraoculares: é injetado um medicamento, conhecido como drogas anti-fator de crescimento endotelial vascular (anti-VEGF), diretamente no seu olho para interromper o crescimento de novos vasos sanguíneos;
  4. Entre os medicamentos a serem usados estão: ranibizumab (Lucentis) e aflibercept (Eylea). Pode-se levar várias semanas até que se note as diferenças trazidas pelo tratamento;
  5. Implante de lentes telescópicas: essas lentes se parecem com um minúsculo tubo de plástico, e é equipada com lentes que aumentam seu campo de visão. Esse tratamento pode melhorar a visão a distância e de perto, mas tem um campo de visão muito estreito.

Vitaminas que ajudam na prevenção

Uma forma de prevenir a perda de visão é tomar doses de vitaminas e minerais que contém grande poder antioxidante, entre elas você pode encontrar:

  • Luteína e zeaxantina: agem protegendo a retina e a mácula, funcionam como um filtro de luz, protegendo os tecidos oculares dos danos da luz solar;
  • Vitamina A: por conter uma proteína chamada rodopsina, ela melhora a nossa visão em baixa luz, mantém a córnea clara, além de lubrificar os nossos olhos;
  • Vitamina E: por seus poderosos antioxidantes ela renova as nossas células oculares e nos protege de danos causados por radicais livres;
  • Vitamina C: além de atuar como ótimo antioxidante, ela ajuda na produção de colágeno, que é essencial para a formação da córnea e da esclera dos nossos olhos (a parte branca).

Como nossa alimentação pode ajudar?

Como em muitos aspectos de nossa vida, ter uma boa alimentação pode ajudar a prevenir problemas. Com a degeneração macular não é diferente, principalmente por um de seus fatores de risco serem a obesidade

Existe uma vasta gama de alimentos que podem ajudar como o tomate, abóbora, chá-verde e ovo.

O Ovo, por exemplo, é uma grande fonte de luteína e zeaxantina, já mencionadas acima, que protegem nossos olhos dos impactos da luz solar.

Já o chá verde, contém agentes que impedem os danos dos radicais livres. O tomate, por ser rico em licopeno, protege nossos olhos da radiação do sol.

Como lidar com os danos?

Principalmente pela perda da qualidade de nossa visão, nossa vida pode ser dificultada, então considere seguir os seguintes passos:

  1. Mudar suas opções de transporte: pergunte para seu médico se é seguro continuar dirigindo, procure evitar dirigir em situações como a noite, com trânsito intenso ou quando o clima não está bem. Vocẽ pode optar por pegar carona ou usar transportes públicos;
  2. Procure melhor o ambiente: mude a tela do seu computador e adicione sistemas de áudio, você pode optar por usar recursos eletrônicos de leitura e interface de voz.Busque por aparelhos especiais feitos para baixa visão e aumente a potência das lâmpadas de sua casa;
  3. Obter suporte: pode ser difícil se adaptar às mudanças que serão necessárias, por isso, busque apoio de familiares e amigos. Você também pode frequentar grupos de apoio, Isso te ajuda a controlar as diversas emoções que virão como efeito colateral dessa doença.

FAQ


  • Essa doença afeta jovens?

Sim, apesar de menos frequente. Esse fenômeno é conhecido como degeneração macular juvenil. Ela inclui diversas outras doenças oculares, distrofias retinianas e edemas maculares, que podem levar a degeneração macular. 


  • A degeneração macular pode levar à cegueira?

Sim, mas dificilmente acontece. Como já mencionado anteriormente, a degeneração macular pode causar a perda gradativa da visão, mas geralmente a pessoa perde a visão central.

Isso significa que a periférica ainda funciona, mas por não ser tão clara e nítida, a pessoa enxerga muito pouco.


  • O uso em excesso de aparelhos eletrônicos pode ser uma causa?

Apesar de não ser uma causa direta, o uso em excesso de qualquer tela luminosa pode causar o ressecamento, a irritação e o cansaço das nossas vistas.

 Além disso, a luz azul-violeta, que está presente nesses aparelhos, pode ser uma causa da degeneração muscular.


  • Existe cura para essa doença?

Ainda não. Os tratamentos para essa doença estão sendo pesquisados. Mas existem, como citado acima, tratamentos que ajudam a reduzir os danos causados.

Você também pode optar por adotar hábitos que diminuam os riscos, além de poder suplementar vitaminas que promovem a saúde dos olhos. 


  • Quem tem degeneração macular pode fazer cirurgia de catarata?

Sim. Porém, os resultados podem não ser tão restauradores, apesar de a cirurgia fazer com que entre mais luz no olho, por ter se perdido a visão central, isso pode não ser o suficiente.


Conclusão

A degeneração macular é uma que está afligindo milhões de pessoas, apesar de costumar ter como alvo pessoas mais velhas, os jovens também podem sofrer com ela.

Ela promove a perda da visão central, o que pode fazer com que a qualidade da nossa visão seja drasticamente reduzida.

Infelizmente ainda não há um tratamento que possa reverter essa doença, mas existem alguns que fazem com que ela progrida de forma mais lenta. 

Além disso, existem métodos eficazes para prevenir essa doença, como a suplementação de vitaminas, uma boa alimentação e ter o cuidado de fazer exames periodicamente.


É importante termos todo o cuidado com nossos olhos, precisamos de uma boa visão para termos uma melhor qualidade de vida. Porém, se você já é portador dessa doença, opte por hábitos que podem facilitar sua vida.

Não enfrente tudo sozinho. Ter o apoio de amigos e familiares é importante para evitar que esse problema te deixe deprimido e desanimado.